Está a decorrer na Universidade dos Açores (UAc), entre os dias 18 e 29 de julho, um curso avançado para alunos de Doutoramento intitulado “Summer School in Island Biogeography and Macroecology”, uma organização do Grupo da Biodiversidade dos Açores (cE3c), com sede na UAc, que conta com o alto patrocínio do Governo Regional dos Açores (GRA) e da Fundação Luso­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

Esta iniciativa é apoiada pelo GRA, através da Direção Regional da Ciência e Tecnologia (DRCT), que financiou este projeto durante três anos, e pela FLAD, que financiou a participação de 10 estudantes portugueses e a vinda de 1 professora dos EUA.

Participam, neste curso de verão, 31 alunos oriundos de dez países, sendo na sua maioria portugueses e alemães. Dois dos participantes estão agora a fazer a sua tese de Doutoramento na UAc. Dos professores que lecionam o curso, 11 são investigadores externos de oito países e 6 são investigadores do Grupo da Biodiversidade dos Açores (cE3c).

Segundo o diretor do Grupo da Biodiversidade dos Açores e responsável pelo curso, Paulo Borges, este proporciona “não apenas uma sólida base teórica, mas também aulas práticas de modelação e de campo, lideradas por alguns dos mais prestigiados cientistas da área”. Para Paulo Borges, o curso “oferece uma visão geral de diferentes tópicos sobre a Biogeografia de Ilhas e padrões macroecológicos em ilhas focados em ecossistemas terrestres, colocando a UAc e o Grupo da Biodiversidade dos Açores (cE3c) na liderança da formação avançada em Ecologia Insular a nível internacional”.