Investigador do Grupo da Biodiversidade dos Açores envolvido em novo estudo científico

52

Um novo estudo, realizado pelo Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais – cE3c​, e agora publicado na revista Global Ecology and Biogeography, envolveu mais de 50 ilhas oceânicas vulcânicas de todo o mundo, demonstrando que os atuais padrões de biodiversidade destas ilhas só podem ser adequadamente explicados considerando a variação do nível do mar ao longo dos últimos 800 mil anos. Esta conclusão contradiz a maioria dos estudos na área, que consideram apenas níveis do mar extremos registados num passado recente, há cerca de 20 mil anos.

O primeiro autor deste estudo é o investigador Sietze Norder, estudante de doutoramento no cE3c e igualmente orientado por um investigador do Grupo da Biodiversidade dos Açores (Universidade dos Açores).

A todos os envolvidos desejam-se os parabéns por este trabalho, que pode ser consultado aqui.