Investigador do Okeanos recebe bolsa da National Geographic para estudar comportamento alimentar de cachalotes

249

Rui Prieto, Investigador Auxiliar do Instituto de Investigação em Ciências do Mar Okeanos da UAc, recebeu uma bolsa da National Geographic Society para desenvolver e testar uma nova geração de equipamentos a utilizar no estudo do comportamento alimentar dos cachalotes.

Como Explorador da National Geographic Society 2021, Rui Prieto utilizará dispositivos inovadores para filmar cachalotes a caçar nas águas profundas dos Açores, e captar em simultâneo os sons e movimentos destas baleias. Apesar de grandes avanços na tecnologia, obter imagens de animais marinhos que mergulham e caçam a grandes profundidades continua a ser um desafio. Um dos objetivos deste projeto é ultrapassar dificuldades tecnológicas inerentes à obtenção de imagens a profundidades que usualmente ultrapassam os mil metros de profundidade, onde a pressão torna-se esmagadora e reina a escuridão.

As câmaras equipadas com sensores capazes de filmar mesmo em quase total escuridão, serão colocadas nos animais utilizando ventosas, o que permitirá ter uma visão única do que os cachalotes fazem durante os seus mergulhos. Assim, espera-se ter pela primeira vez um vislumbre dos cachalotes a caçar e, com alguma sorte, talvez até registar o encontro destes animais com as misteriosas lulas gigantes.

A informação obtida desta forma permitirá ter uma melhor compreensão das necessidades energéticas destes animais, para perceber como as alterações ao ambiente marinho e pressão de atividades humanas os podem afetar.

Artigo anteriorWebinar “O Observatório da Montanha do Pico (OMP) situado no topo do vulcão do Pico”
Próximo artigoCareerLab da UAc promoveu o webinar “Comunicação” para estudantes e Alumni