“O direito de propriedade em questão” estará em debate na Universidade dos Açores, nos dias 21 e 22 de novembro.

O Colóquio Internacional “Desafios do paradigma liberal: o direito de propriedade em questão”, uma organização conjunta da unidade de investigação Portugal e o Mar I Europeísmo e Relação Transatlântica, do Centro de Estudos Humanísticos da UAc, da rede internacional de investigação científica, PROPRIETAS, e do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra, acontece no Anf. VIII do Campus de Ponta Delgada.

Ao longo de dois dias, reúnem-se eminentes especialistas das mais variadas áreas do saber, em particular da História, da Geografia, da Economia, da Ciência Política e das Relações Internacionais.

O objetivo é abordar um mapa da ideia de propriedade e do modo como enforma o modelo político da modernidade, transformando o Estado em mercado e os cidadãos em mercadores. Tanto assim que as duas ideologias dominantes, liberalismo e socialismo, se definem precisamente por referência à propriedade.

Com este encontro, espera-se contribuir para a uma cidadania activa e crítica e, bem assim, para a apresentação de alternativas, de propostas de reconfiguração do real, do ser, tanto da União Europeia, como da autonomia açoriana.

Para além de conhecer uma importante dimensão científica, integrando especialistas das duas margens do Atlântico e contando com a participação dos alunos – e de antigos alunos – da Universidade dos Açores, em particular das áreas dos Estudos Euro-Atlânticos e das Relações Internacionais, o Colóquio está aberto à participação de todos os interessados.

Para mais informações, contactar o responsável, nos Açores, pela organização do Colóquio, o Prof. Doutor Carlos E. Pacheco Amaral, no Centro de Estudos Humanísticos, CEHu, da academia açoriana.

Pode consultar o programa aqui.