No passado dia 18 de junho teve lugar de modo virtual a reunião de lançamento do projeto REBECA-CCT “Red de Excelencia en Biotecnología Azul de la Región Macaronésica. Consolidación, Certificación y Transferencia”.

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da UAc esteve presente através dos professores Vítor Gonçalves (CIBIO-Açores e FCT) e Amélia Fonseca (FCT), para além de vários bolseiros da FGF afetos ao projeto.

Na reunião a chefe de fila, Antera Martel (BEA, ULPGC), fez uma apresentação geral do projeto, assim como das condições e normativos do programa Interreg-MAC. Foram também analisados os objetivos específicos do projeto, com destaque para os resultados esperados e as entidades envolvidas no desenvolvimento de cada um deles.

O projeto REBECA-CCT tem como principal objetivo a consolidação das coleções de microalgas da Rede REBECA e o estabelecimento de protocolos para os mecanismos de transferência de conhecimento e tecnologia no âmbito da biotecnologia (azul) de algas que permitam melhorar o tecido empresarial da Região da Macaronésia.

Esta iniciativa conta com sócios das Canárias, a Fundación Canaria Parque Científico Tecnológico da ULPGC, que lidera o projeto através do Banco Español de Algas, o Instituto Tecnológico de Canarias, a Sociedad de Promoción Económica de Gran Canaria, a Agencia de Investigación, Innovación y Sociedad da Información do Governo de Canárias, a Health Microbiotics Spain S.L. e a BIOBAB S.L., dos Açores, a Universidade dos Açores e a Fundação Gaspar Frutuoso, da Madeira, a Universidade da Madeira e a MARISLAND –Madeira Mariculture LDA., de Cabo Verde, a Universidade de Cabo Verde, e da Mauritânia, a Universidade de Nouakchott.  

O projeto REBECA-CCT (MAC2/1.1b/269) é cofinanciado a 85% por fundos FEDER do Programa de Cooperação Territorial INTERREG V A Espanha-Portugal MAC 2014-2020, na sua segunda convocatória de projetos.