A V edição dos Colóquios do Atlântico, que incluem apresentações de conferências e comunicações a realizar em dezembro em Lisboa e na Horta, é dedicada ao estudo de Manuel de Arriaga e seus irmãos, Maria Cristina e José.

Os Colóquios do Atlântico têm por objetivo o estudo de figuras relevantes do pensamento e da cultura portuguesa oriundas dos Açores, bem como de temas e problemas culturais e especulativos que hajam recebido contribuição significativa ou encontrado expressão individualizada em autores e personalidades açorianas.

Realizam-se anualmente, nos Açores e no continente português, sendo que os trabalhos desenvolvidos em cada sessão dão origem à publicação de um livro, que é apresentado publicamente no Colóquio seguinte.

As conferências e comunicações, bem como uma sessão evocativa, decorrerão em Lisboa, no dia 4 de dezembro, às 9h30, na Sala de Exposições da Biblioteca da Universidade Católica Portuguesa e na Horta, no dia 5 de dezembro, no Salão Nobre da Câmara Municipal, às 17h00.

Os trabalhos terão continuidade no dia 6 de dezembro, a partir das 09h30, no Auditório “António Duarte” da Escola Secundária Manuel de Arriaga, na Horta, e, a partir das 14h30, na Casa Museu Manuel de Arriaga do Museu da Horta.

No final das sessões de trabalho dos dias 4 e 5 proceder-se-á à apresentação do livro Manuel A. Ferreira Deusdado: Pensamento e Obra, produzido a partir dos trabalhos desenvolvidos em 2018 no IV Colóquio do Atlântico.

A participação está aberta a todos os interessados. Para mais informações visite o site do evento aqui ou contacte o Presidente da Comissão Organizadora do Colóquio na Universidade dos Açores, o Prof. Doutor Carlos E. Pacheco Amaral: carlos.ep.amaral@uac.pt

Pode consultar o programa aqui.

Os Colóquios do Atlântico decorrem de uma parceria entre o Centro de Estudos Humanísticos da Universidade dos Açores, o Instituto de Filosofia Luso-Brasileira, o Centro de Estudos de Filosofia da Universidade Católica Portuguesa e o Centro de Estudos Interdisciplinares do Século 20 da Universidade de Coimbra, viabilizada pelo Alto Patrocínio da Presidência do Governo da Região Autónoma dos Açores.